E por falar em saudade Estou preso na lembrança
Nas grades da esperança
No brilho do teu olhar

Já bebi toda cidade
Divaguei, perdi o rumo
Cada cigarro que eu fumo
Vai queimando devagar

Tragando a minha saudade
Tomando goles de amor
Ouvindo o ronco do fole
Vou tangendo minha dor

Não quero mais chorar de amor
Nunca mais vou me humilhar
Quando se vai um bem
Outro bem pode chegar

Por isso vou pintar meu mundo
Vou colorir meu cantar

Vidéo Incorrecte?