Não queira beijar ninguém se o amor
Não vem bem do profundo de você
Não vem bem do profundo de sua vida
Eu me conheci aos infinitos em te ver e dentro de mim
Ao enxergar no brilho dos teus olhos o final da solidão
Me dizendo que o amor pode acabar com o medo
Da timidez toda minha em te beijar [bis]
Toda minha timidez é o medo do amor
Nunca queira me beijar se o seu amor
Não nasce do profundo de você
Não nasce do profundo de sua vida
Vi um brilho infinito, a luz, a redenção
E dentro de mim
Teus olhos causam fome nas estrelas
E essa chama viva aqui
Me dizendo que o amor pode acabar com o medo
Da timidez toda minha em te beijar [bis]
Toda minha timidez é o medo do amor.

Vidéo Incorrecte?