È tarde eu tenho que ir
À noite me espera
Cheia de encantos e armadilhas
Na porta de um bar

Ouço palavra de amor ódio e conquista
Num vulto com olhar sinistro
Me conduz pra um lugar
Oculto que eu não conhecia
O outro lado da vida

Esta no escuro dos becos
Gente do bem no meio do mal
O brinquedo no meio das armas
É tudo real

Tem meninos carentes em pranto
E mães aflitas por todo o canto
Aquele olhar me conduziu
Pro mistério desse lugar
Pra verdade que eu não via

Da miséria e desencanto
A realidade do escuro do beco
Da vida que eu não conhecia

Vidéo Incorrecte?