Cupido não entendo por falar de exemplo
De unir corações especialista em amor
Te falharam as flechas e de tantas violetas
Que por ti enviei no meu jardim não há mais flor

Diga ao amor que não bata minha porta
Que não estou em casa, e não volte amanhã
Com meu coração já falhou em outras vezes
Dá a ele a despedida não o quero em minha vida

Eu não sei viver sem aquele amor
Eu não sei viver sem aquele amor

Cupido eu não entendo porque a sorte me odeia
E me deu de herança a flor que não quis amor
Te falharam as flechas e de tantas violetas
Que por ti enviei no meu jardim não há mais flor

Diga ao amor que não bata minha porta
Que não estou em casa, e não volte amanhã
Com meu coração já falhou em outras vezes
Dá a ele a despedida não o quero em minha vida

Não quero marcarei no calendário
Visitas e horários sê se tratar de amor
Não me enteressa ouvir mais canções
Não quero ver flores sê se trata de amor

Diga ao amor que não bata minha porta
Que não estou em casa, e não volte amanhã
Com meu coração já falhou em outras vezes
Dá a ele a despedida não o quero em minha vida

Eu não sei viver sem aquele amor
Eu não sei viver sem aquele amor
Eu não sei viver sem aquele amor
Eu não sei viver.

Vidéo Incorrecte?